Câmara Realiza Sessão Solene Registrando os 15 anos do Corpo de Bombeiros e marca a passagem dos 10 anos de tragédia natural de 2008

por Marili Teresinha Rossi Muller publicado 23/11/2018 14h42, última modificação 23/11/2018 14h42
A Câmara de Vereadores realizou sessão solene para homenagear o Corpo de Bombeiros pelos 15 anos de atividades no município e à Defesa Civil pela atuação nas enchentes de 2008, marcando a data dos dez anos da tragédia natural enfrentada pelo município. Na ocasião também foram homenageados com Moção subscrita por todos os Vereadores, parabenizando os quatro estudantes municipais finalistas do Concurso de Desenho promovido pela Defesa Civil do estado de Santa Catarina em alusão ao tema das enchentes e o poder da resiliência.

O evento ocorreu no dia 21 de novembro, às 19 h, no Auditório da Prefeitura Municipal e contou com a presença do Vice- Prefeito, Vanderlei Rossi, dos Secretários Municipais de Obras, da Educação e do Esporte, do ex- Prefeito Viland Bork e sua esposa Teresinha Guedert Bork , com o Professor da Univali Júlio César Leão e o pesquisador Paulo Henrique, com os integrantes da Corporação do Corpo de Bombeiros Militar de Luiz Alves, com os quatro estudantes finalistas do Concurso de Desenho, com Diretores e Professores de escolas, com integrantes do Jeep Club de Luiz Alves, com integrantes do Clube de Motoqueiros Lobos do Mato,  e demais munícipes.

Todos os integrantes do Corpo de Bombeiros receberam uma placa pelos 15 anos da corporação no município. Também foram apresentadas as moções de aplausos e congratulações aos quatro estudantes municipais finalistas do concurso de desenho e à Defesa Civil do Município pela atuação nas enchentes de 2008, marcando assim a passagem dos 10 anos da ocorrência que desolou o município na época.

O Professor Júlio César Leão, graduado em Agronomia e mestre em Engenharia Ambiental e o pesquisador Paulo Henrique apresentaram as tecnologias e sistemas desenvolvidos pelo Laboratório de Sistema Inteligente para Monitoramento e Controle SIMTEC, da Escola do Mar, Ciência e Tecnologia da Univali.

O Professor relatou que há cinco anos, vem buscando métodos de monitorar as mudanças do ambiente. Lembrou que em 2008 as chuvas foram tão intensas, que fez surgir situações até então não presenciadas, como o grande movimento de massas do solo, destruindo casas e tirando a vida de pessoas. Segundo estimativas, 23 mil pessoas foram atingidas pelos movimentos de massas do solo, os deslizamentos, entre 1991 e 2012.

Foi desenvolvido no Laboratório de Inteligência Artificial um sistema que tornou possível ler e ouvir os movimentos da natureza. Esse sistema é formado por uma haste, onde em seu extremo encontra-se um acelerômetro, sendo que o movimento das massas podem ser visualizados através de um gráfico no computador, tornando possível mensurar a vibração antes que o solo deslize.

O desenvolvimento desta pesquisa, voltada para o monitoramento e controle do ambiente se deu com o auxílio de diversos equipamentos, como painéis solares, pluviômetros e anemômetros.

O Secretário de Obras e responsável atualmente pela pasta da Defesa Civil, Rubens Pereira Júnior, apresentou imagens e relatou em breves palavras o que aconteceu com o município em 2008. Destacou que a prevenção e capacidade de enfrentar novos eventos desta natureza é que vão nortear os trabalhos da Defesa Civil, pois apesar de estarmos em tempos mais tranquilos e equilibrados em questão de chuvas, mas estes eventos naturais são cíclicos, e não podemos esquecer que podem retornar.

O Secretário destacou ainda, a presença dos estudantes que participaram do concurso de desenho promovido pela Defesa Civil de Santa Catarina. Saudou a estudante Maria Vitória Gielow, João Pedro Winter Will, Ryan Zappellini e Marília Wruck Signorelli. Informou que são vários os trabalhos realizados na região e no município para marcar a data dos 10 anos da tragédia. Uma das atividades realizadas no município contou com o trabalho do Bombeiro Voluntário Gilmar Pering com o “Programa Rota de Fuga”, realizado na Escola Municipal Vendelim Schweitzer, promovendo a retirada segura e ordeira em caso de necessidade.

Após o término da sessão foi oferecido um coffee break aos que se fizeram presentes.

O grande destaque da noite é que se conseguiu reunir vários setores , e pesquisadores do tema, para abordar e alertar de forma reflexiva, formas de prevenção e a importância do tema para um município que já sofreu por mais de uma vez, eventos naturais que causaram grande destruição.